Empresa tem objetivos ambiciosos para serviço online.
Números indicam intenção de superar Twitter e Facebook.

Do G1, em São Paulo

 

Depois de pouco menos de dois meses do lançamento do “Google Wave” – serviço roda em navegadores web, combinando elementos de e-mail, mensagens instantâneas, enciclopédias colaborativas e compartilhamento de fotos –, o Google anunciou que planeja estender o serviço para 100 mil pessoas até o dia 30 de setembro.

 

"Esta ação abrirá o Wave em vez do ‘Sandbox’ que temos utilizado atualmente, e nós planejamos envolver 100 mil usuários" revelou no site da empresa Dan Peterson, Gerente de Produto do Google Wave.

 

No último dia 17 de julho, a empresa já havia anunciado que pretende convidar as 20 mil pessoas que solicitaram acesso ao Sandbox do produto até o final de agosto. "Estamos gradualmente aumentando a capacidade do Sandbox e esperamos terminar de ativar todos os 20.000 pedidos no próximo mês". 

 

Futuro

Entre outras coisas, a empresa espera que o Wave consiga se estabelecer entre os serviços mais populares da internet, como o Twitter, o Facebook e e-mails", disse à “Associated Press” Lars Rasmussen, gerente de engenharia do Google.

 

 

O Wave foi projetado para facilitar as conversas de e-mail, oferecendo ferramentas para destacar determinados trechos das conversas. Em mensagens instantâneas, um usuário vai poder ver o que os outros estão escrevendo enquanto digitam – ao menos alterem as configurações de privacidade. Fotos e outros aplicativos on-line, chamados de "widgets", também poderão ser incorporados ao serviço.

 

O Google Wave também poderia facilmente funcionar com o sistema de publicidade utilizado pelo Gmail, mas Lars diz que ainda é muito cedo para prever como a empresa poderia lucrar com o serviço.

 

http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL1238055-6174,00.html

 

 

 

Anúncios