Por IDG News Service

Publicada em 06 de agosto de 2009 às 10h29

TechRadium, desenvolvedora de sistemas para alertas emergenciais em massa, alega que microblog utilizou sua arquitetura para criar o serviço.

O Twitter está sendo processado por infração de patentes por uma empresa voltada a sistemas de alertas emergenciais e notificações em massa TechRadium, dos Estados Unidos.

O advogado da empresa Montyn Law, Shawn Staples, envolvido no caso, informou na quarta-feira (5/8) que o problema está na arquitetura do Twitter. “A forma como eles configuraram sua tecnologia infringe três patentes", declarou.

A consequência é que as empresas podem utilizar o Twitter para o tipo de notificação que a TechRadium oferece por meio de sua tecnologia IRIS (do inglês Immediate Response Information System). A plataforma envia uma única mensagem a várias pessoas, que podem recebê-la em dispositivos como celulares e por fax.

“Recentemente, muitas empresas e órgãos municipais afirmaram que irão usar o Twitter para avisos emergenciais, e é esta tecnologia que a TechRadium passou muitos anos e gastou muito dinheiro desenvolvendo”, afirma Staples.

O processo foi iniciado na última terça-feira (4/8) no Texas. Entre outras coisas, busca ressarcimento por danos, recuperação das taxas gastas com advogados e um mandado judicial permanente contra o Twitter.

O serviço de microblog não respondeu a um pedido de entrevista do IDG News Service.

Juan Carlos Perez, do IDG News Service

 

Anúncios