Publicado em 20.09.2009, às 20h28

Do Jornal do Commercio


DEBATE Para Roseane Gonçalves, discussão precisa chegar ao mercado

Foto: Alexandro Auler/JC imagem

Estimular a inovação baseada em tecnologia da informação como fator fundamental e estratégico para a competitividade e sustentabilidade das empresas e a consequente promoção do crescimento econômico do Estado. Esse é o objetivo do projeto Pernambuco Inovador, que será lançado nesta segunda-feira, às 19h, no JCPM Trade Center, no Pina, pelo Sistema Jornal do Commercio de Comunicação e Porto Digital, com apoio da CNI/Fiepe e do Ministério da Ciência e Tecnologia. Na ocasião, estarão presentes o presidente da Confederação Nacional das Indústrias, Armando Monteiro; o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco, Jorge Corte Real; o presidente do Conselho de Administração do Porto Digital, Silvio Meira; a presidente do Centro de Gestão Estudos Estratégicos, Lúcia Carvalho, que representará o Ministro Sérgio Resende, da Ciência e Tecnologia; e o Diretor de Redação do Jornal do Commercio, Ivanildo Sampaio (veja vídeo abaixo).

Considerando que, na nova economia, o setor de tecnologia da informação e comunicação (TIC) aumentou a competitividade dos outros setores econômicos, segundo estudo realizado pela CompTIA (entidade especializada em pesquisas sobre TI, com presença em 102 países), é importante para o desenvolvimento socioeconômico do Estado a criação de um ambiente favorável à cultura da inovação. Nesse sentido, segundo Roseane Gonçalves, diretora comercial do Jornal do Commercio, o Pernambuco Inovador terá papel preponderante. “O tema precisa transpor os portões da academia e ser discutido no mercado, onde, colocado em prática, se constituirá um diferencial competitivo”, comenta.

No período de novembro a março, serão realizados fóruns setorizados, com foco nos principais arranjos produtivos. “Discutiremos a inovação para a indústria de transformação; construção civil; agronegócio, transporte e gestão pública. Estes são apenas alguns temas para os quais daremos ampla cobertura e, a partir dos conteúdos gerados nesses debates editaremos um caderno especial que circulará em abril de 2010”, informa Roseane.

PRÊMIO – Junto com o projeto, será lançado o Prêmio Pernambuco Inovador, com o objetivo de estimular e valorizar as iniciativas inovadoras desenvolvidas por empresas, instituições e estudantes que tenham por base o uso de Tecnologias da Informação.

O prêmio será dividido em três categorias: Inovação para o Mercado, para soluções e projetos que visam otimizar a competitividade entre as empresas; Inovação para o Governo, para os projetos que melhorem os resultados ou tornem mais eficiente o serviço público; e Inovação para a Sociedade, para as melhores iniciativas que promovam a ampliação das ações de promoção da cidadania e inclusão social. “O prêmio é um incentivo para empresas e estudantes se estimularem a pensar inovação como solução e viabilidade para a economia”, diz Roseane Gonçalves.

Os vencedores serão certificados e receberão um troféu do prêmio, além de terem os projetos divulgadas pelos veículos do Sistema Jornal do Commercio. As inscrições são gratuitas, efetivadas exclusivamente por via eletrônica. Informações completas e o regulamento estarão disponíveis no site http://www.pernambucoinovador.com.br. “O prêmio não é voltado às empresas de tecnologia, já que um dos critérios de seleção prevê que os projetos inscritos tenham sido implementados ou estejam em fase de implementação por empresa produtora de bens ou serviços, sendo exceção os trabalhos dos estudantes, cujo o melhor será incubado no Porto Digital”, salienta a diretora comercial.

http://jc.uol.com.br/canal/cotidiano/pernambuco/noticia/2009/09/20/inovacao-incentiva-desenvolvimento-200183.php

Anúncios