A maioria das grandes empresas ainda não explora devidamente as possibilidades de comunicação do Twitter, de acordo com estudo da agência de comunicação norte-americana Weber Schandwick.

O estudo, que teve como base a lista das 100 maiores empresas da revista Fortune, mostrou que 76% das contas no Twitter não recebem atualizações com frequência e mais da metade (52%) sequer é "ativamente engajada".

Metade das empresas da lista da Fortune conquistou menos de 500 seguidores – um número modesto, se comparado ao tamanho e ao alcance dessas empresas, ressalta o documento.

Pelo menos 15% das contas estavam inativas, sendo que 11% foram criadas apenas para reservar lugar, uma prevenção contra o ‘sequestro’ de marcas no Twitter. Outras 4% foram abandonadas logo após o uso em algum evento específico.

O estudo conclui que todas as 100 maiores empresas requerem ‘forte intervenção’ com relação à comunicação via Twitter.

Leia matéria do IDG Now! na íntegra aqui.

 

Anúncios