Por PCWorld

Publicada em 30 de dezembro de 2009 às 08h17

Determinar metas e prioridades, inserir as palavras-chaves corretas e ter muita paciência são algumas das recomendações.

Mais de 90% dos usuários não olham além da primeira página dos resultados de buscas, segundo um estudo realizado pelo especialista em web Jakob Nielsen. Com esses números, não é surpresa que todas as empresas queiram seus sites entre os dez primeiros no resultado de uma busca.

Mas, com bilhões de páginas na web, alcançar esse lugar privilegiado é um desafio sério. É aí que entra a otimização para motores de busca (SEO, em inglês).

Com esse método, um negócio pequeno pode aumentar muito suas chances de aparecer na primeira página dos resultados relevantes de uma busca na web. "A boa notícia é que há milhões de pesquisas com palavras-chave feitas todos os meses", afirma o chefe executivo da SEO.com, Dave Bescom. "Isso quer dizer que você tem bilhões de oportunidades."

Mas não se empolgue demais. A melhoria na exposição do seu site acontecerá gradualmente. 

Para iniciar seu trabalho de otimização, faça pequena promoção pay-per-click (PCC) de anúncios de palavras-chave – com o Google AdWords, por exemplo -, ligadas a uma página de destino relevante em seu site com um apelo explícito para uma ação. Pode ser um convite para que liguem gratuitamente para você e façam uma consulta qualquer, sugere o vice presidente e cofundador da SEO-PR, Jamie O’Donn.

Para facilitar, veja abaixo as cinco principais dicas de otimização para aumentar o status do seu site nos mecanismos de busca.

1 – Determine metas, prioridades e medições

Antes de iniciar uma campanha de SEO, desenvolva as metas mensuráveis e as prioridades, além de um plano para revisá-las periodicamente. Certas perguntas devem ser respondidas: quais são as suas necessidades de negócios atuais? Qual dos seus produtos ou serviços é o mais importante para promoção no momento? O que você quer dos visitantes do seu site?

Em seguida, decida como medir o sucesso. Adicione ao seu site o serviço gratuito do Google Analytics, para mensurar a audiência . Por ele, serão reveladas quais palavras-chave são usadas pelos visitantes para encontrar seu site, entre outros recursos.

2 – Palavras-chave para investigação

Muitas vezes, um vendedor não descreve seus produtos utilizando as palavras de conhecimento dos compradores. Você pode estar promovendo "players portáteis de mídia", por exemplo, mas os seus potenciais clientes o chamam de "MP3". Por isso a importância de conversar com funcionários, parceiros e clientes para determinar quais as palavras serão utilizadas com mais freqüência.

Várias ferramentas de pesquisa estão disponíveis para ajudar você a escolher as melhores condições de otimização.  Sem custos, AdWords Keyword Tool, do Google, irá ajudá-lo a avaliar a assiduidade com  que  as palavras-chave são pesquisadas nos Estados Unidos e em outros países e o quão competitivas elas são.

3. Defina os termos com critérios

É preciso usar palavras-chave eficazes pode tornar seu site mais visível. Mas a utilização abusiva pode levar os mecanismos de busca à ignorá-lo. Aqui estão algumas dicas para relacionar os termos às suas páginas na web:

*  Otimize cada página para um termo específico e seus sinônimos. Quando todo o contexto de um canal é sobre um determinado assunto, os mecanismos de busca são mais propensos classificar essa página como relevante para o seu tópico.
 
Use palavras-chave na página de título de tag HTML. Os mecanismos de busca dão grande importância a isso para determinar a relevância de uma página para uma consulta. Não exceda 65 caracteres, incluindo espaços e pontuação.

*  Adicione as palavras-chave várias vezes no corpo do texto – quanto mais perto do começo, melhor.

* Criar um termo-link forte em cada página do seu site otimiza a visualização em pesquisas. Por exemplo, se você atualizar uma página sobre seu currículo escrevendo os serviços que presta, adicione um link para  levar até esse espaço  – coloque o termo "serviços" no texto do link, em vez de algo genérico como "clique aqui".

* Adicione palavras-chave para URLs do seu site, em oposição ao uso de URLs genéricas, como www.domain.com/?page_id=58.

* Coloque termos para cada página de descrição do HTML. Os sistemas de busca muitas vezes (mas nem sempre) mostram a descrição abaixo de cada link mostrado nos resultados de pesquisa.

4 – Crie um "linkbait"

A linha editorial do seu produto pode contar com um serviço de blog de alto perfil. Isso pode ser ouro puro para o SEO, especialmente quando esse apoio inclui palavra-chave que ligue através de links para uma página relevante em seu site.

Blogueiros e outras pessoas que postam links com freqüência em seus sites são potenciais parceiros. Certifique-se de suas páginas têm conteúdo suficiente para atrair a atenção dos usuários – isso é conhecido como "linkbait".

Espalhe a notícia sobre uma nova postagem no blog, página ou artigo através de redes sociais como Facebook, LinkedIn, Twitter. (E, a propósito, os motores de busca amam blogs. Se você não está blogando, mexa-se.)

Seja generoso em links para outros sites, este favor pode ser devolvido.

5 – Site deve facilitar a vida dos buscadores

Se o seu site contém muito recurso em flash e outros materiais não-textuais, você está tornando difícil para os mecanismos de busca para indexarem suas páginas. E se os buscadores não podem indexar esse conteúdo, os usuários não serão capazes de encontrá-lo quando realizarem consultas. Ao planejar um novo site, certifique-se de  que seu projeto é amigável aos mecanismos de busca, desde o início.

Se seu site estiver no ar, você ainda pode tomar algumas medidas para melhorar a sua exposição. As diretrizes do Google Webmaster oferecem sugestões específicas de sites novos e existentes.

Uma delas é verificar se o seu site não possui conteúdo duplicado ou várias URLs que apontam para a mesma página. Conteúdo duplicado pode prejudicar o o ranking de seus mecanismo de busca.

SEO não é algo que você faz uma vez. Você pode classificar uma busca de palavras-chave na segunda-feira e trocá-la vinte vezes depois essa mesma pesquisa, logo após duas semanas.

Portanto, é importante reservar um tempo para analisar  o seu Google Analytics, afinar suas palavras-chave e procurar oportunidades de link.

Todo esse trabalho exige tempo, paciência e perseverança. Mas os benefícios potenciais podem ser consideráveis.

http://idgnow.uol.com.br/internet/2009/12/29/cinco-dicas-para-aumentar-a-audiencia-de-seu-site/

 

 

Eu aplico meus sites a um teste de validação da W3C – http://jigsaw.w3.org/css-validator/  

 

Rogério Angelim

Anúncios