Vedetes da comunicação digital, as redes sociais ganharão mais força na nova versão do portal da ESPN. Totalmente reformulado pela Agência Click, o endereço trará o Twitter, o Facebook e o YouTube integrados à sua página inicial com o objetivo de estimular a interação dos internautas com o conteúdo esportivo do canal. A meta é aumentar consideravelmente a audiência do site, que hoje contabiliza 2,5 milhões de usuários únicos por mês. 

A integração pelo Twitter será feita através dos posts dos colunistas, que serão exibidos na home Page. Os ‘retuites' de fãs do esporte também poderão ser vistos no mesmo local. Pelo Facebook será possível acompanhar os bastidores da produção de um programa, participar de promoções, entre outros. E no Youtube a ESPN está presente no canal "Palpita Brasil", lançado em parceria com o Google. Nele, é possível torcer pela seleção brasileira, enviar vídeos e acompanhar matérias produzidas por talentos da ESPN.

Para tanto, a oferta de vídeos aumentará potencialmente com mais opções de conteúdo jornalístico, galerias de fotos, espaço com os destaques da programação dos três canais ESPN, da Rádio Eldorado ESPN e da Revista ESPN, entre outros. Haverá ainda uma área que exibirá os conteúdos mais lidos e os vídeos mais assistidos do site. 

Com a reformulação, a Copa do Mundo ganhará destaque, sendo que estarão disponíveis a tabela completa dos jogos, história e curiosidades do maior evento do futebol mundial. Uma equipe será enviada para a África do Sul com o propósito de fazer a cobertura exclusiva para o portal.

Os anunciantes também ganharão mais opções com espaços temáticos e modulares dentro do novo endereço. A área de placares e resultados, por exemplo, terá patrocinadores exclusivos. Além disso, publicidade em vídeos e intervenções na página inicial complementarão o portfólio de soluções para os anunciantes. "A atual versão do site cresceu muito desde o seu lançamento, em julho de 2008. Agora estamos levando nosso portal a um novo patamar para continuar o crescimento acelerado. As mudanças foram feitas depois que realizamos uma ampla pesquisa com o fã de esportes para atender as suas necessidades e expectativas na internet", coloca André Loureiro Pereira, gerente comercial para plataformas digitais da ESPN. 

De acordo com o Ibope, o ESPN.com.br ocupa a 7º colocação no ranking dos sites esportivos mais acessados e, com a reformulação, a meta é figurar entre os cinco primeiros até o fim de 2010. 

Anúncios