Por Computerworld/EUA

Publicada em 16 de julho de 2010 às 07h55

Pesquisa do Yankee Group revela que consumidor quer interagir com as empresas via mídia social; aversão pode colocar negócio em risco.

A maioria dos consumidores quer interagir com as empresas por meio de redes sociais como Facebook e Twitter, mas apenas 30% das companhias estão preparadas, de acordo com uma pesquisa.

Cerca de 70% dos consumidores buscam informação e comunicação por redes sociais, mas as empresas falham em suas tentativas de ingressar nessas redes e colocam a si mesmas em risco, alerta o Yankee Group, uma empresa de análises de mercado que produziu uma pesquisa para a Siemens Enterprise Communications, uma empresa de software corporativo.

O relatório, feito com base em entrevistas realizadas com 750 americanos entre março e abril de 2010, também revelou que a satisfação dos consumidores com suas interações comerciais em redes sociais ficou em 65%.

"As mídias sociais estão mudando o modo como negócios, clientes e empregados interagem, e isso cria oportunidades significativas para que contact centers e empresas aumentem a integração dessas ferramentas em seus processos de negócio", afirmou Zeus Kerravala, vice-presidente sênior do Yankee Group, em comunicado.

"À medida que a integração da mídia social evolui dentro do contact center e nos sistemas de colaboração e comunicações unificadas, as empresas podem melhorar sua interação com os consumidores e causar um impacto positivo na produtividade e no envolvimento dos empregados", disse Kerravala.

Agilidade
O estudo destaca que as companhias podem não abraçar os sites de redes sociais, como Facebook e Twitter, ou ferramentas corporativas 2.0 com a agilidade necessária para satisfazer muitos de seus clientes.

O Yankee e a Siemens Enterprise informaram que cerca de 60% dos entrevistados disseram que as empresas com presença nas mídias sociais podem potencialmente aumentar a lealdade que eles nutrem por elas. A maioria disse esperar que as empresas monitorem as redes sociais em busca de comentários e queixas de consumidores.

O estudo também mostrou que 50% dos entrevistados usam mídia social pelo menos uma vez por dia.

No começo do ano, Andrew McAfee, um cientista do Centro para Negócios Digitais da Sloan School of Management do MIT, afirmou à Computerworld que muitas empresas têm começado vagarosamente usar as ferramentas corporativas 2.0, e que isso é apenas o começo das mudanças que virão no modo como as pessoas trabalham e como as empresas fazem negócios.

(Sharon Gaudin)

http://idgnow.uol.com.br/internet/2010/07/16/alerta-so-tres-em-cada-dez-empresas-estao-prontas-para-as-redes-sociais/paginador/pagina_2

Anúncios