Por CIO/EUA

Publicada em 02 de setembro de 2010 às 07h30

Entre na conversa

Gestores de TI relatam dificuldade de encontrar profissionais capacitados, que consigam entender que dados trazem mais valor para a companhia.

Conciliar a capacidade de negociação com os conhecimentos técnicos. Assim, o COO (diretor de operações) e líder de tecnologia da empresa norte-americana de serviços financeiros PNC, John Ericksen, define o perfil do arquiteto corporativo – profissional de TI responsável por usar a tecnologia para resolver questões relacionadas ao negócio – que a companhia procura. “Mas é muito difícil achar essa pessoa”, elenca o executivo.

O diretor sênior de TI da empresa de transportes marítimos Matson Navigation, Srini Cherukuri, confirma a opinião de Ericksen, ao relatar teve bastante dificuldade para encontrar profissionais preparados para formar o grupo de arquitetura corporativa da companhia, em 2004. Uma das principais atribuições dessa equipe é definir padrões para desenvolvimento, qualidade de software e uso das aplicações da organização.

O grande desafio da equipe de arquitetura da Matson, relata o diretor, foi transformar os sistemas isolados que rodavam na companhia em peças que pudessem ser reutilizadas em novas aplicações e processos de negócio, para tornar a TI mais eficiente. “E a habilidade de convencer as pessoas disso foi crítica”, ressalta Cherukuri.

O diretor acrescenta que os melhores arquitetos são aqueles que conseguem entender quais dados trazem mais valor para a companhia e influenciam o desenho e a integração dos sistemas, para produzir informações diferenciadas.

“Para exercer essa função as pessoas têm de entender bem do negócio e detectar as necessidades dos clientes”, adiciona Ericksen. Ele informa ainda que esses profissionais precisam apresentar um profundo conhecimento tecnológico, mas que não se restringe, necessariamente, a códigos e a linguagens de programação. O que, de forma geral, depende de uma experiência de 10 a 15 anos no setor.

(Kim S. Nash)

http://idgnow.uol.com.br/carreira/2010/09/02/idgnoticia.arquitetos_corporativos/

Anúncios