A baixa renda entrou na pauta do HSM Management. Um estudo feito por Karen Perrota, Professora Doutora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, mostra que os consumidores de baixa renda no mundo estão no foco das estratégias de Marketing. “As empresas desprezavam a baixa renda. Hoje atuam fortemente para lançar marcas voltadas para este consumidor”, diz.

Um estudo sobre a classe C em 2002 despertou a atenção do mercado. De lá para cá, empresas como a Nestlé criaram estratégias para ganhar a confiança do consumidor. Com o Nestlé Até Você, a multinacional entrou no formato de vendas porta a porta. “Neste modelo, os moradores de favelas e comunidades carentes podem pagar depois. É diferente do consumo em grandes supermercados”, aponta Karen.

Entre os modelos de venda para a baixa renda citados pela professora no evento, o Beleza Natural foi o destaque. Após criarem um produto voltado para consumidoras com cabelos encaracolados, as fundadoras da empresa foram para a Disney em busca de um modelo para gerir filas. “Hoje elas dão palestras enquanto as consumidoras esperam para serem atendidas”, explica.

O estudo de Karen foi feito na casa das consumidoras no interior de São Paulo, onde ela avaliou os motivos que levam estas consumidoras a escolherem as marcas. A cesta de compras inclui achocolatado, bebida láctea, biscoito recheado, cereal, petit suisse, batatinha frita ondulada e salgadinho de milho. No geral, a marca é o principal diferencial, seguido pelo preço e embalagem. “O brinde também é importante porque é um brinquedo que ela pode dar para seus filhos”, completa.

Postado por HSM Expomanagement 2010, Direto da HSM ExpoManagement 2010. Cobertura Especial Patrocinada pela TNS Research International – 08/11/2010

http://www.mundodomarketing.com.br/16501,192,blogs,mercado-se-adequa-a-baixa-renda.html

Anúncios