A Abradi, Associação Brasileira das Agências Digitais, divulga os resultados da segunda edição do Censo das Agências Digitais. A pesquisa tem entre seus principais objetivos traçar a evolução do segmento e criar base de dados detalhada sobre o mercado brasileiro das agências de comunicação digital.

O estudo foi realizado por meio de questionário online respondido por mais de 150 agências, incluindo empresas não filiadas à entidade. As informações foram cruzadas com dados do Conselho Executivo das Normas-Padrão (Cenp), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Índice Alpha.

A pesquisa aponta crescimento no número de agências digitais de 2.275 para 2.518, aumento de mais de 10% em relação ao ano anterior. O censo mostra também que o valor faturado pelas agências foi de R$ 974 milhões (sem considerar os investimentos em mídia), representando crescimento de 28,9% em relação a 2009.

Sobre os serviços mais executados pelas 2.518 agências digitais existentes no país, a criação de websites continua sendo o principal. Porém, houve um aumento significativo nos projetos focados em redes sociais e mobile marketing.

Além disso, o censo aponta aumento no número de empregos gerados. Ao todo, o setor emprega 23 mil pessoas, tendo crescido esse número em 10,7% em relação a 2009.

Nesse ano, a Abradi introduziu mais um dado, que permite que se estime o parque de computadores instalados. A pesquisa indicou que existem perto de 60 mil computadores dedicados à produção nas agências no Brasil.

De acordo com Cesar Paz, presidente da entidade, “os dados revelados pela pesquisa desse ano mostram o crescimento do setor de comunicação digital e o aumento da representatividade das pequenas e médias agências digitais nesse segmento, bastante pulverizado";

Ele completa: “somados os dados de faturamento das agências em serviços, compra de mídia e Search Engine Marketing temos um setor que movimentou cerca de R$ 3 bilhões na economia brasileira".

http://ccsp.com.br/ultimas/noticia.php?id=49852

Anúncios