Para se preparar para os televisores conectados à internet, empresa vai criar canais temáticos que serão disponibilizados na home do portal 06 de Abril de 2011 | 19:37h

Reprodução

O YouTube está trabalhando em uma reformulação importante para organizar os seus conteúdos por meio de canais temáticos. A ideia é se preparar para os televisores conectados à internet, que permitem que usuários assistam a vídeos online em suas salas de estar.

De acordo com o The Wall Street Journal, o YouTube deve criar cerca de 20 canais "premium", que disponibilizaria entre cinco a dez horas de conteúdos originais produzidos semanalmente, além de canais adicionais criados a partir do conteúdo já existente no site.

A iniciativa representa uma nova fase para o YouTube, que durante os últimos anos construiu o site para atrair tráfego e viralizar vídeos. Agora, a empresa quer que os internautas passem mais tempo na página e, com isso, pretendem criar um suporte para a publicidade em cada um dos canais.

Recentemente, o YouTube se reuniu com agências como a Creative Artists Agency para discutir a possibilidade de algumas celebridades desenvolverem canais exclusivos. Segundo matéria publicada em fevereiro de 2011 pela New York Magazine, a companhia deve atrair os famosos pagando US$ 5 milhões de dólares para cada canal criado. No entanto, segundo o Wall Street Journal, as parcerias devem atrair mais produtores e diretores do que celebridades do cinema.

A previsão é que a empresa gaste US$ 100 milhões na criação dos conteúdos exclusivos e que as mudanças comecem antes do fim do ano. O Wall Street Journal ainda divulgou que o YouTube está contratando pessoas para ajudar no novo projeto.

http://olhardigital.uol.com.br/produtos/digital_news/noticias/youtube_deve_gastar_us_100_mi_na_criacao_de_canais_exclusivos

Anúncios