E-Commerce News | 21/06/2012 – 11:31 AM | Comentários (0)

O dispêndio global com propaganda exibida em aparelhos portáteis atingiu a cifra de 5,3 bilhões de dólares em 2011, de acordo com um relatório da IAB Estados Unidos, IAB Europa e IHS Screen Digest. Os motores de busca são destino da maioria desses investimentos – 62%, ou U$ 3,3 bilhões. Essa predominância dos links patrocinados foi mais evidente na região Ásia-Pacifico, onde as buscas pagas representaram mais de 72% do montante investido em anúncios ($1.92 bilhão). A América do Norte, que possui o segundo maior investimento nesta área (U$1.7 bilhão), os motores de busca compuseram uma proporção mais modesta (48%). Entretanto, o dispêndio com anúncios em display superou em termos de receita ($572 milhões) e de representatividade (34%) o de qualquer outra região. Na Europa, as buscas asseguraram 65% desse mercado (U$1.4 bilhão), com os anúncios em display (27%) e SMS (8%) completando o restante.

Na América Latina (U$ 188 milhões), Oriente Médio e África (U$ 172 milhões), as propagandas voltadas para aparelhos móveis ainda são pouco populares. Enquanto os links patrocinados foram mais representativos no Oriente Médio e África (72%), as mensagens de texto (SMS) foram mais utilizadas na América Latina (44%).

Propagandas são eficazes para o mobile commerce

Segundo uma pesquisa da Prosper Mobile Insights, publicada em Junho de 2012, os anúncios em celulares são um bom investimento. Quase metade dos usuários de smartphones e tablets disseram que a publicidade visualizada em seus aparelhos regularmente (7,3%) ou ocasionalmente (39,9%) os levaram a comprar.

Curiosamente, os homens parecem sofrer maior influência destes anúncios quando comparado as mulheres: 51% relataram ter feito uma compra após ser impactado por anúncios móveis, comparado a 43,7% das mulheres – 17% de diferença.

35% focam sua atenção em anúncios enquanto navegam

A pesquisa também procurou descobrir a proporção de usuários de smartphones e tablets que presta atenção em propagandas enquanto utilizam seus aparelhos. Como resultado, o estudo mostra que os consumidores prestam mais atenção em anúncios enquanto navegam na web, com 74% dos entrevistados afirmando ter se concentrado em anúncios ao menos ocasionalmente. A maioria também presta atenção em propagandas enquanto acessam sites de mídias sociais (59,5%), fazem downloads (55,3%), assistem vídeos (53,2%), realizam compras -m-commerce (52.9%) e jogam games (50,8%).

No entanto, apenas 36,3% relataram prestar atenção em publicidade enquanto assistem episódios de programas de TV.

Outros dados importantes:

Homens e mulheres parecem prestar o mesmo nível de atenção em anúncios enquanto navegam, sendo a maior diferença enquanto fazem download (59,2% para homens contra 51,7% para mulheres) e efetuam compras (55,4 para homens contra 50,6% para mulheres).

28% dos entrevistados afirmaram já ter pago por um aplicativo que não exibisse propaganda em seus aparelhos.

Apenas 1 quinto está disposto a pagar para remover os anúncios em sites de mídias sociais.

http://ecommercenews.com.br/noticias/pesquisas-noticias/links-patrocinados-impulsionam-o-mercado-de-propaganda-movel-no-mundo?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+ecommercenewss+%28E-Commerce+News%29

Anúncios