E-Commerce News |

ecommerce

© Yi Liu – Fotolia.com

O e-commerce brasileiro deve movimentar mais de 1 bilhão de reais em decorrência das vendas do Dia das Mães deste ano, atingindo um crescimento nominal de 15% em relação ao mesmo período de 2012, quando os ganhos atingiram R$ 918 milhões. A estimativa é da E-bit, empresa especializada em informações do comércio eletrônico, que prevê ainda cerca de três milhões de pedidos feitos via web no período de 26 de abril e 11 de maio.

Embora as boas perspectivas, a taxa ainda é inferior ao crescimento de 25% estimado para o varejo on-line em 2013, avalia Pedro Guasti, diretor geral da E-bit. “Uma das explicações é a aceleração da inflação sentida pelos consumidores no período, o que reflete redução na renda disponível para novas dívidas. Além disso, para aumentar a margem de lucro, muitas lojas estão reduzindo seus prazos de pagamento sem juros e diminuindo a oferta de frete grátis, influenciando na decisão de compra”, justifica.

De acordo com estudo realizado pelo Programa de Administração do Varejo (Provar, da FIA), em parceria com a E-bit, no segundo trimestre de 2013, a intenção de compra no comércio eletrônico está em 76,5%, o que representa uma queda histórica de 7,4 ponto porcentual, se comparada ao primeiro trimestre do ano. A redução é maior ainda em relação ao segundo trimestre do ano passado, chegando a 8,5 pontos.

A pesquisa aponta ainda que para a segunda data mais importante para o varejo, as categorias mais vendidas serão: “Moda e Acessórios”, “Perfumaria e Cosméticos” e “Telefonia/Celular”, com a perspectiva de diferença nos preços de produtos dessas categorias podendo chegar a 485%, segundo o Buscapé, site comparador de preços.

Para a comemoração não pesar no bolso, a recomendação é pesquisar. “Em todas as datas sazonais, reforçamos essa necessidade. O consumidor precisa ficar atento não só para garantir as melhores ofertas, mas também para fugir de ciladas. Se ele encontra um produto com um valor muito abaixo do mercado, por exemplo, deve desconfiar”, explica Rodrigo Borer, Vice-presidente de Comparação de Preços do Buscapé Company.

No segmento de compras coletivas, o SaveMe, site agregador de ofertas on-line, prevê que a categoria mais vendida será a de viagens. A boa perspectiva é tanta que a empresa criará um hotsite especial para a data. “Isso porque é um ótimo presente para a família toda”, aposta Guilherme Wroclawski, sócio fundador do SaveMe.

Anúncios