Companhia lança no Brasil plataforma Niche, que pretende viabilizar o contato entre produtores de conteúdo e anunciantes

MIRELLA PORTIOLLI|21 de Setembro de 2015• 12:09

+ Ribemboim: “Há audiência também no Instagram e no Facebook. É uma oportunidade de fragmentar a comunicação para diferentes perfis”
Crédito: Divulgação
O MasterChef Brasil é um forte exemplo de interatividade.O último episódio da segunda temporada, exibido pela Band na semana passada, bateu recorde no Twitter, com 65 milhões de impressões e contou com a participação de tuiteiros de destaque – como Rosana Hermann, Cid, do Não Salvo – para movimentar as redes sociais da atração.O bom resultado estreitou a relação entre a Band e o microblog, garantindo futuras parcerias.Panorama positivo para o Twitter lançar no Brasil a plataforma Niche, que pretende viabilizar o contato entre produtores de conteúdo e a audiência que agências e anunciantes querem alcançar. A empresa norte-americana Niche foi comprada pela companhia em fevereiro e agora entra no mercado brasileiro para disputar espaço com concorrentes como, Spark e iFruit. Na perspectiva de Guilherme Ribenboim, vice-presidente do Twitter para a América Latina, um dos diferenciais da empresa é sua base de dados, que já comporta 15 mil produtores de conteúdo em todo o mundo, que conectam uma multidão virtual de 2 bilhões de seguidores.Os influenciadores interessados podem fazer cadastro gratuito no site da Niche colocando-se à disposição de marcas. Após a seleção, agência, produtor e os profissionais da Niche têm acesso a uma interface, na qual é discutido o briefing. O conteúdo se torna propriedade de quem o contratou, sem a obrigação limitar-se às plataformas do Twitter, como o Vine.A Coca-Cola será o primeiro anunciante a usar o novo recurso. A estreia será anunciada durante a 17ª edição do youPix, que acontece na quarta-feira, 23. Rafael Prandini, diretor de integrated marketing communications da Coca-Cola. “Guardamos uma iniciativa especial para essa parceria de longo prazo com o Twitter”, comenta o executivo.O Brasil é o primeiro país fora dos Estados Unidos a ter uma equipe própria para a Niche. Serão contratados criativos e planejadores para realizar curadoria dos influenciadores mais relevantes para o projeto.

http://www.meioemensagem.com.br/home/midia/noticias/2015/09/21/Twitter-quer-unir-influenciadores-e-marcas

Anúncios